Madeira Cruise Club nasce a bordo do MSC Preziosa

SONY DSC
Os parceiros assinaram a constituição do MSC. Fotos Rui Marote

Cinco parceiros – MSC, APRAM,  ACIF, CEN e Revista Cruzeiros – uniram esforços e formalizaram a criação do Madeira Cruise Club. O anfitrião deste acordo de intenções foi o último navio da frota MSC Cruzeiros, o “Preziosa” que esteve atracado no porto do Funchal e que toruxe à Madeira 4100 passageiros.

O objetivo é refletir sobre o perfil do passageiro que visita a Madeira via navio de cruzeiro, um mercado crescente para o turismo regional. Neste sentido, a APRAM-Administração dos Portos da Madeira, como Autoridade Portuária, deu o primeiro passo para aquilo a que a presidente, Alexandra Mendonça, designa de “primeiro acordo de intenções” numa estratégia assumida de “dinamizar e potenciar o turismo de cruzeiros, promovendo a procura turística do destino Madeira, unindo sinergias entre os diversos agentes ligados ao mercado de cruzeiros”.

A bordo do MSC Preziosa, onde viajaram ontem até à Madeira 4100 turistas, maioritariamente europeus, o acordo foi rubricado entre Alexandra Mendonça, Eduardo Cabrita, diretor geral da MSC Cruzeiros em Portugal, João Henrique Silva, diretor da Direção Regional dos Assuntos Culturais, Cristina Pedra, presidente da ACIF, Luís Filipe Jardim, diretor da Revista Cruzeiros, e Nuno Jesus, presidente do CEN-Clube Entusiastas de Navios.

SONY DSC
Duas piscinas e quatro jacuzzis é uma das mais-valias do MSC. Foto Rui Marote

A Madeira tem condições excecionais para desenvolver o mercado de cruzeiros. Os problemas de insegurança que têm afetado mercados como a Tunísia e outros, bem como a procura crescente deste segmento turístico, fazem da Região uma opção cada vez mais procurada pelas companhias de navegação. Por isso mesmo, as entidades que dinamizam este tipo de mercado consideram que chegou o momento de criar um grupo de reflexão para estudar as especificidades do turista de cruzeiros que visita esta ilha, os seus gostos, gastos e opiniões sobre o destino, no sentido de melhorar esta oferta turística.

Os parceiros deste acordo, em que a APRAM se afirma como a responsável pela liderança do projeto como Autoridade Portuária, pretendem, com o Madeira Cruise Club, que “este seja um contributo para a partilha de conhecimentos e experiências, para divulgar a oferta associada a este tipo de turismo, refletir sobre o Funchal como cidade portuária e facilitar a atividade económica de inúmeras empresas regionais que têm nos passageiros e nos tripulantes dos navios de cruzeiro importantes clientes.”

Esta parceria está também aberta a outras companhias de navegação ou entidades que entendam dar o seu contributo para o setor.

SONY DSC
O “Preziosa” dispõe de um moderno casino.

O diretor geral em Portugal da companhia italiana MSC destacou também a importância deste acordo de intenções, que concretiza a criação de um cluster de cruzeiros na Região, e salientou que a Madeira é sempre um mercado presente nas opções da companhia italiana. Aliás, é de salientar que esta companhia é das poucas que fazem embarques de turistas na Madeira, incluídos nos seus itinerários, potenciando assim o gosto do madeirense por este tipo de viagem. Aliás, Eduardo Cabrita afirmou mesmo que a companhia “tem tido cada vez mais escalas na Madeira”, fruto de “vontades alinhadas”, pelo que a parceria é fundamental para concertarem esforços e aumentar o número de escalas nesta Ilha.

A presidente da ACIF salientou também que os empresários apostam num lógica integrada com o cluster do mar e encara esta parceria como uma junção de esforços para alavancar o comércio da Região, atendendo ao impacto que os turistas dos navios de cruzeiro têm na economia regional com os seus consumos.

Por seu turno, o diretor da DRAC, João Henrique Silva, salientou a importância de proporcionar a estes turistas a possibilidade de conhecer uma oferta cultural da ilha que é muito rica.

Luís Filipe Jardim, um entusiasta de navios e diretor da Revista cruzeiros, salientou que o Madeira Cruise Club visa perceber os fluxos de passageiros que procuram a Madeira e com que imagem ficam da Ilha, no sentido de também aferir um possível regresso à Região.

SONY DSC
Os passageiros do “Preziosa” revitalizam a economia regional. Foto Rui Marote

O responsável máximo em Portugal pela MSC, assim como a sua equipa de relações públicas e de imprensa proporcionaram a todos os participantes na assinatura deste acordo uma visita guiada às instalações do navio “Preziosa”, assim como um almoço a bordo, na companha dos 4100 passageiros que faziam parte da ocupação do paquete.