Albuquerque na estrada para inaugurar obra na Tabua de mais de 9 milhões

A segunda fase da obra de regularização e canalização da Ribeira da Tabua já está concluída. Amanhã decorre a inauguração de uma empreitada orçada em 9,2 milhões de euros e que vai melhorar, significativamente, a segurança das pessoas e bens localizados ao longo daquele curso de água.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, visita amanhã, pelas 11 horas, a obra, junto à ribeira da Tabua (acima da ER 222).

O projeto para a Regularização e Canalização da Ribeira da Tabua, a Montante da ER 222 – 2.ª Fase veio dar continuidade à canalização, já executada, entre a ER 222 e a foz da Ribeira da Tabua. A obra iniciou-se no início de dezembro de 2020, tendo sido executada num prazo de 20 meses. E foi um investimento comparticipado em 75 % pelo POSEUR.

Recorde-se que a primeira fase da empreitada de regularização da ribeira da Tabua a montante da ER 222 custou 1.205.099,83 euros e foi concluída a 26/07/201. Ou seja, globalmente já se investiu nesta ribeira, na sua regularização e canalização, 10,4 milhões de euros.

A obra vem dar seguimento ao previsto no Programa de Governo, através da execução de infraestruturas que visam a diminuição das vulnerabilidades das áreas expostas aos riscos de cheias e aluviões e a regularização e controlo de escoamentos torrenciais, no sentido da salvaguarda da segurança de pessoas e bens.

Vem dotar, assim, a Região de mais uma infraestrutura importante na defesa das suas populações, reduzindo o risco de cheias e inundações.

Este projeto, além da canalização da Ribeira da Tabua, num troço compreendido entre os sítios dos Lugares e da Praia, numa extensão de 800 metros, englobou ainda a canalização de um troço da ribeira ao sítio da Madágua e a canalização de um ribeiro, entre o sítio da Corujeira e o canal principal da ribeira, junto à ponte da E.R. 222.

A intervenção neste troço principal da ribeira englobou também a reconstrução de um pontão rodoviário e a construção e pavimentação de um novo arruamento, com cerca de 200 metros de extensão, na margem direita da ribeira, com o objetivo de permitir o acesso à ribeira (para operações de limpeza e desassoreamento da mesma).