Congresso Florestal realizado na RAM registou homenagens

Uma informação oficial dá conta de que o  Congresso Florestal Nacional, que se realizou pela primeira vez na Madeira, terminou com os organizadores e promotores do evento a darem nota positiva pela forma como decorreu.

A RAM registou debates sobre a floresta Portuguesa, o seu futuro e os seus desafios.

Participaram cerca de 300 inscritos, pessoas e técnicos ligados ao sector florestal das mais variadas áreas. Abordaram ciência florestal, investigação e as várias intervenções no terreno. No encerramento, os responsáveis pelo evento decidiram homenagear figuras a título regional e nacional ligadas ao sector.

Na Madeira foi homenageado a título póstumo o Engª Silvicultor Eduardo de Campus Andrada, que liderou a instituição Serviços Florestais na Madeira e Porto Santo desde 1952 a 1975. Recebeu a condecoração o seu sobrinho, José Caetano Pereira, que se deslocou à Região propositadamente para estar presente nesta homenagem.

Pela Madeira, foi ainda homenageado o Eng.º Rocha da Silva, “por todo o trabalho realizado nos destinos da Floresta desde 1977 até 2015 altura em que se aposentou”.

Já pelo território continental, foi homenageado, a título póstumo, o professor Fernando Páscoa, que esteve ligado à Escola Superior Agraria de Coimbra e a professora Maria do Loreto que, entre muitos trabalhos, destaca-se o de ensino na Escola Superior Agrária de Bragança.

Este evento foi organizado pela Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais, com o apoio do Governo Regional da Madeira – Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas através do Instituto de Florestas e Conservação da Natureza e a Universidade da Madeira.