Tempo quente: Proteção Civil deixa recomendações à população

 

Considerando os alertas emitidos pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para o tempo quente na Região Autónoma da Madeira, o Serviço Regional de Proteção Civil, IP-RAM, «recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução evitando comportamentos como:

  • A realização de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos;
  • Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos;
  • Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;
  • Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;»

Recorde-se que está previsto para «o período de 8 a 11 de julho temperaturas máximas da ordem dos 30 °C e temperatura mínima da ordem dos 22 °C, na costa sul da ilha da Madeira; 26 °C a 27 °C de máxima na costa norte e em Porto Santo e mínima da ordem de 18 °C. Nas regiões montanhosas voltadas a sul, a temperatura máxima poderá pontualmente chegar a 30 °C. A humidade relativa do ar será temporariamente inferior a 30% nas regiões costeiras e persistentemente muito baixa, inferior a 20%, nas regiões montanhosas. Vento de norte/nordeste ou de leste, temporariamente moderado, com rajadas da ordem de 60 a 70 km/h nas regiões montanhosas e nos extremos a leste e oeste da Madeira, em especial no dia 10 (domingo) durante a tarde e noite e no dia 11 (segunda-feira).»

Confira os avisos emitidos pelo IPMA:

Madeira e Porto Santo

AVISO AMARELO – Válido entre as 12h do dia 8 de julho e as 18h do dia 10 de julho, considerando a persistência de valores elevados da temperatura máxima.

Madeira (Regiões Montanhosas)

a) AVISO LARANJA – Válido entre as 12h do dia 8 de julho e as 21h do dia 9 de julho, considerando a persistência de valores elevados da temperatura máxima;

b) AVISO AMARELO – Válido entre as 21h do dia 9 de julho e as 18h do dia 10 de julho, considerando a persistência de valores elevados da temperatura máxima.