Albuquerque quer a Região a apostar nos “Vistos Gold”

O presidente do Governo Regional está interessado em atrair capitais estrangeiros à Madeira através dos chamados Vistos Gold. “Estamos a trabalhar com os Vistos Gold”, disse aos jornalistas à margem do início do cortejo da Festa da Flor, salientando que os mesmos “são um grande factor de crescimento imobiliário”.

“É preciso não esquecer que o imobiliário no ano passado teve um volume de transacções de 620 milhões de euros, o maior de sempre na Madeira. E a tendência é para crescer já este ano”.

Miguel Albuquerque mostrou-se interessado também em atrair o mercado canadiano, sobretudo via Toronto, na sequência dos esforços desenvolvidos junto do mercado americano.

“O Canadá tem um Inverno muito longo”, disse, e tem uma significativa diáspora portuguesa e madeirense. “Normalmente, os canadianos vão muito às Caraíbas, mas a distância é menor para a Madeira”, declarou.

O presidente deu ainda conta de que há grande potencial da parte do Canadá não só no turismo, mas no sector “tecnológico”: “Temos tido, no último mês e meio, uma grande afluência dos profissionais da tecnologia, que têm comprado aqui casas e encontrado aqui na Madeira um ecossistema favorável ao desenvolvimento e à fixação das suas empresas (…)”.