JPP lamenta aquisição de autocarros a diesel pela Horários do Funchal

O JPP veio lamentar que para o Governo Regional PSD/CDS a transição energética e a descarbonização eficiente da economia “sejam apenas mais uma forma de propaganda política”.

Refere o partido que “o Governo Regional, que deveria ser o exemplo e o garante para uma efectiva transição energética, preocupa-se apenas em fazer propaganda ambiental em torno dos transportes mas quando se trata de dar o exemplo, de ser pioneiro e, mais do que isso, de fazer cumprir as metas ambientais (COP26) para a redução de emissão de gases com efeito de estufa e o aumento do consumo de energia a partir de fontes renováveis, assistimos à aposta governamental na compra de autocarros a diesel para a empresa pública de transportes, Horários do Funchal”.

Para o JPP, esta situação torna-se ainda mais grave quando a empresa pública vem vangloriar-se com a diminuição no consumo de combustíveis dos novos autocarros quando a aposta deveria estar a ser feita para a mobilidade eléctrica. E existem dados que comprovam que 70% das carreiras do Funchal estão aptas para veículos eléctricos, dados estes que resultam de um estudo do próprio Governo Regional comparticipado com fundos comunitários, afirma o partido.

“Mas como o “verde” está na moda, o Governo usa a propaganda ambiental para ir buscar financiamento e para isso basta ver o que aconteceu com o PRR, contudo, mais do que definir acções, é fundamental apresentar resultados e aqui, o Governo Regional PSD/CDS falha redondamente”, critica o JPP.

“Infelizmente, assiste-se, novamente, a mais uma tomada de decisão irresponsável com a compra destes veículos a diesel para a Horários do Funchal que custarão a todos os madeirenses a módica quantia de 32 milhões de euros, opção que entra em contraciclo com todas as políticas ambientais definidas globalmente para uma verdadeira aposta na transição energética e na descarbonização da economia”, conclui um comunicado do “Juntos pelo Povo”.