Miguel Brito quer entrega de pão aos idosos do Porto Santo

O vereador do PS na Câmara Municipal do Porto Santo está preocupado com o facto de a única padaria que assegurava a distribuição de pão na ilha ter fechado portas. Esta é uma situação que deixa desprotegidas muitas pessoas cujo acesso a este bem essencial dependia da sua distribuição por parte da empresa em causa, razão que leva Miguel Brito e exigir uma rápida intervenção dos serviços sociais da autarquia, refere uma nota.

O vereador socialista explica que há muitos idosos e pessoas com dificuldades de locomoção aos quais este serviço de distribuição assegurava o abastecimento de pão e que, desta forma, ficam prejudicados, já que, em muitos casos, não conseguem deslocar-se aos estabelecimentos que comercializam este bem alimentar essencial para o adquirirem.

Miguel Brito refere ainda que há outras duas padarias no Porto Santo, mas que nenhuma delas está dotada do serviço de distribuição. Por isso, adverte que é urgente que o Serviço Municipal de Intervenção Social aja rapidamente, no sentido de fazer um levantamento das pessoas que estão nesta condição e de assegurar a entrega do pão.

Conforme afirma, na sequência deste diagnóstico, ou os próprios serviços sociais da Câmara tratam de fazer essa distribuição, ou chegam a uma solução conjunta com as outras padarias para que seja possível garantir que o pão chegue a todos.

“Não podemos permitir que haja pessoas que não tenham acesso a um bem essencial como o pão. Os órgãos eleitos pelo povo têm a obrigação de dar uma resposta rápida para resolver este problema”, salienta Miguel Brito.