Associação do Caminho Real da Madeira realizou mais um passeio

A Associação do Caminho Real da Madeira organizou este sábado, na Fajã da Ovelha, uma caminhada que contou com mais de uma quinzena de entusiastas. Tratou-se de mais uma iniciativa de pedestrianismo cultural, desta feita explorando a vertente histórica.

“Num sábado melancólico, onde os matizes de céu azulado do oeste madeirense iam sendo cerceadas pelo acinzentado nebuloso da depressão frontal que obedecia ordeiramente ao aviso meteorológico, os caminheiros fizeram-se ao Caminho Real na Fajã da Ovelha”, reza uma nota. “Numa jornada pela história, percorremos a freguesia, primeiro no imaginário da sua caracterização por Paulo Dias de Almeida (1815) e por Arthur Sarmento (1953) para depois partirmos à descoberta física pelos seus caminhos, acompanhados pelas obras “Matriz Toponímica da Fajã da Ovelha (Achegas para a sua identificação)” de Duarte Mendes e “Plantas e seus usos tradicionais – Freguesia Fajã da Ovelha” de Freitas e Mateus”, prossegue a narrativa do passeio.

“Da Igreja Paroquial de São João Baptista até à Nossa Senhora das Neves, nos Prazeres, os caminheiros deambularam por tornadouros e poços escavados no solo para o regadio, pela lenda do Antoninho dos Zimbreiros, pela história do naufrágio do navio Varuna cujo sino se encontra na torre sineira da Capela de São Lourenço, ou pelas cantigas dos tormentos do linho junto aos antigos poços para curtir o linho”, refere a nota enviada às Redacções.

2Os 8 km do percurso que levou os caminheiros a serpentear os lombos característicos da Calheta entre casarios e terrenos cultivados, permitiram identificar troços do Caminho Real 23, no seu estado original e contemplar algumas preciosidades arquitectónicas da ruralidade madeirense. No final, enquanto a chuva fazia-se sentir no exterior, prenunciando o temporal que se avizinha, o grupo confraternizava num almoço convívio na sempre hospitaleira Casa Bettencourt. O próximo evento da Associação do Caminho Real da Madeira (ACRM) será a aguardada V Volta à Madeira pelo Caminho Real entre os dias 9 e 16 de Abril”.