Escolas Embaixadoras do PE: “Liceu” associa-se a homenagem a David Sassoli

A Escola Secundária Jaime Moniz integrou, hoje, uma cerimónia de homenagem ao recentemente falecido Presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli. Nesta cerimónia, iniciativa da coordenação das Escolas Embaixadoras do Parlamento Europeu, participaram, em representação da Escola Jaime Moniz, uma das coordenadoras do Projeto, assim como quatro dos seus embaixadores-júnior. Tratou-se de uma cerimónia simples que consistiu na escuta do Hino europeu, no recolhimento em silêncio, durante um minuto, em memória de Sassoli, e numa breve partilha de testemunhos.

Em representação da Escola Jaime Moniz, Ana Kauppila, coordenadora do projeto no “Liceu”, recordou “a dimensão solidária e discreta do antigo jornalista, a sua ligação aos franciscanos e à Carta de Assis, assim como o modo como estas componentes edificaram o seu perfil de líder do Parlamento Europeu. A sua assertiva, mas singela forma de contagiar pelo exemplo, pela ação e pela palavra de estímulo e de esperança, permanecerá na memória dos que a sentiram como fio de prumo de uma ideia de Europa como construção coletiva.

Na cerimónia, foi igualmente, transmitido um discurso recente de Sassoli, dirigido aos Jovens Embaixadores do Parlamento Europeu, no qual se destaca a forte convicção europeísta do antigo Presidente, assim como a sua suave “teimosia” no sentido de que sejam os jovens os agentes de transformação da Europa sem que abdiquem dos seus valores constitutivos.

Um dos alunos intervenientes na partilha de testemunhos destacou uma das características mais marcantes de Sassoli: o seu sorriso. Imagem de marca de um homem afável e diplomático, o seu sorriso foi um passaporte de empatia para com os mais desfavorecidos, os mais marginalizados, em especial as mulheres e as crianças. Ficarão, para sempre, registadas no coração dos seus beneficiários, as múltiplas ações de acolhimento aos menos protegidos pela sociedade, em especial durante os primeiros tempos da pandemia. Era um homem que atribuía valor às pequenas coisas, aos mais pequenos gestos. Os seus filhos, Giulio e Livia, escreveram uma belíssima carta acerca do seu pai onde recordam, entre outras palavras que o descreviam, a dignidade e a paixão, a palavra Amor como símbolo e sinónimo da vida e, com esta, da esperança. Referiram-se ao seu sorriso como sinal exterior de uma especial gentileza, da curiosidade e da coragem.

Segundo Ana Kauppila, “de um político, com a gigante responsabilidade que lhe coube, é o mais singelo e mais significativo legado que nos possa ter deixado. Festejamos, todos aqueles que pugnam pelos valores europeus da Liberdade, da Democracia e do Estado de Direito e pela Europa enquanto lugar de esperança, à altura das suas firmes convicções. Saibamos sempre conservar a importância que tem um sorriso”.