Iniciativa Liberal critica Pedro Ramos por causa da vacinação das crianças

“As crianças têm que estar vacinadas antes das aulas começarem”, cita a Iniciativa Liberal. Palavras de Pedro Ramos. Com as mesmas, critica o partido, o governante com a pasta da Saúde “mete na gaveta a decência e pretende dar a entender que criança não vacinada não pode frequentar a escola”.

“A decisão de vacinar as crianças, que caso o Sr. Secretário não saiba são menores, é dos pais. O Sr. Secretário não manda nos nossos filhos, nem lhe compete decidir por nós o que é melhor para eles. Não somos pessoas com incapacidade de decisão”, reclamam os liberais.

E prosseguem, no seu comunicado: “Não somos irresponsáveis. Obviamente que uma criança que integre grupos de risco deve, sempre sustentada em decisão parental, receber a vacina. O relatório do CTVC (Comissão Técnica de Vacinação contra a COVID-19) é claro ao dizer: “Poderá ser prudente aguardar por mais evidência científica antes de ser tomada uma decisão final de vacinação universal deste grupo etário.” Onde é que está a evidência científica que sustenta o mandamento do Sr. Secretário? Foi uma aparição? É mais um achismo?”, ironiza a IL.

“Não há lei neste país, nem nesta região, que obrigue seja lá quem for a ser vacinado. Os madeirenses são pessoas maduras e responsáveis e não admitem ser destratados desta maneira por quem começa a revelar tiques ditatoriais”, conclui o comunicado.

“A decisão é dos pais, nunca de um Secretário”.