PPM questiona seguranças que pedem identificação no parque de diversões

foto arquivo
O PPM diz que, “devido às várias queixas que nos fizeram chegar sobre as verificações de testes no parque de diversões que está a decorrer no Cais 8 no Funchal”, o partido decidiu ir  verificar a veracidade da queixas.
Dizem os monárquicos madeirenses que “não nos devemos meter nas medidas que o Governo Regional tem tomado no combate à pandemia e entendemos que todas as medidas são necessárias no combate à este inimigo invisível”, mas alerta que “no entanto, muitas regras estão a ser quebradas”.
“Não nos opomos a estas últimas medidas que foram tomadas de verificação de testes à entrada dos eventos, mas entendemos que as recomendações foram explícitas e a lei é clara, pois só quem está autorizado a fazer essas verificações são agentes policiais e forças de segurança. Ora constatamos que no referido parque de diversões isso não está a ser cumprido e estão na entrada duas pessoas sem as devidas credenciais, nem certificações para o efeito, quebrando assim todas as recomendações, pois entendemos que mostrar qualquer tipo de documento pessoal só pode ser feito às entidades competentes”, reclama o PPM, que espera que essa lacuna “seja resolvida o mais breve possível, mesmo até para aumentar a confiança dos utilizadores do espaço de diversões”.