Maurício Melim, Martinha Garcia e Pedro Nunes partilham “Percursos de Vida” na Escola Jaime Moniz

A Escola Secundária Jaime Moniz deu continuidade, no dia 9 de novembro, pelas 11h00, na sala de conferências, a mais uma das suas atividades intitulada “Percursos de vida”, segundo uma nota informativa remetida à comunicação social pelas dinamizadoras da ação, Celina Gomes e Maria da Fonte.

Iniciado no ano letivo de 2018/2019, este tipo de encontro tem como objetivo dar a conhecer aos alunos percursos de vida reais de profissionais de diferentes áreas: as suas opções de vida, os obstáculos que tiveram de ultrapassar, as vitórias alcançadas e a concretização, ou não, das suas metas e sonhos. Neste primeiro painel de 2021/2022, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer os percursos dos três oradores convidados, todos ligados à área da saúde: Martinha Garcia, farmacêutica hospitalar (responsável pela farmácia do Hospital Dr. Nélio Mendonça); Maurício Melim, médico de Saúde Pública, e Pedro Nunes, médico dentista.

Os cinquenta alunos presentes neste painel, acompanhados pelos respetivos professores, revelaram-se interessados, seguindo atentamente os relatos dos oradores.

Os oradores, falando sobre os seus percursos de vida, sublinharam a importância de cada um traçar o seu próprio caminho, porque cada pessoa é única, não pode ser uma cópia de outra.

Martinha Garcia referiu a importância de uma introspeção: cada um deve tentar descobrir o seu perfil, os seus talentos e dons, as suas capacidades e pesquisar sobre as suas opções (“O que é que eu vou ser?”). Só assim, conseguirá verdadeiramente arriscar e lutar por aquilo que quer. Confessou: ”Ajudar pessoas foi o meu caminho!”.

Maurício Melim, na mesma linha, salientou: “É necessário termos um projeto de vida e olharmos para dentro de nós.” Acrescentou que, relativamente à nossa opção profissional, é necessário, muitas vezes, seguirmos o nosso coração para conseguirmos desempenhar bem as nossas funções e tarefas no futuro, sentindo-nos realizados.

Pedro Nunes sublinhou a importância de reinventar: sabermos arranjar soluções práticas para ultrapassarmos os obstáculos que vão surgindo na nossa vida ou até mesmo sabermos mudar de rumo, quando é necessário, aproveitando os apoios e as ferramentas que aqueles que nos rodeiam nos facultam, por exemplo, os nossos pais, “Temos de agradecer e aproveitar”, afirmou.