Estepilha: gatos convivem com os carros mais facilmente que os humanos, no Quebra-Costas…

Fotos: Rui Marote

O FN relatava há dias a atitude estapafúrdia de um cidadão que, vendo um automóvel  (mal) estacionado em cima do passeio na Rua do Quebra-Costas, exaltou-se e partiu com as próprias mãos os limpadores do pára-brisas, gritando “Tem de ser assim! Aqui não mais estacionarás!”, perante os transeuntes estupefactos. Ainda por cima, o carro já fora multado.

Em altura de pandemia e problemas de toda a ordem, os gatos dão-nos, por outro lado, um saudável exemplo de placidez e desinteresse. Exaltações para quê? A sua convivência com os automóveis, bem ou mal estacionados, é pacífica. Temos é de saber fazer as contrariedades funcionarem a nosso favor. Os livros de auto-ajuda não o diriam melhor…