Jardim volta a associar-se à campanha de Pedro Coelho em Câmara de Lobos

“É fundamental que, no próximo dia 26, os Câmara-Lobenses votem e digam o que querem para o seu concelho, para a sua freguesia e para o seu sítio, até porque é dessa decisão que depende o futuro que queremos continuar a construir, tal como temos feito ao longo dos últimos oito anos” afirmou, hoje, o candidato do PSD à Câmara Municipal de Câmara de Lobos, Pedro Coelho, em mais uma ação de proximidade que, passando pelas ruas e pelo Mercado Municipal do Estreito de Câmara de Lobos, contou com a presença do Presidente Honorário Alberto João Jardim e com o Secretário-geral do Partido, José Prada.

Ocasião em que Pedro Coelho fez questão de reiterar que toda a luta e todo o trabalho que tem vindo a concretizar, ao lado da sua equipa e desde 2013, visa apenas o melhor para Câmara de Lobos.

“Seguindo a linha do que dizia e diz o Dr. Alberto João Jardim, de que o PSD é um instrumento e o seu Partido é a Madeira, eu hoje reitero que o meu Partido é o PSD mas, uma vez eleito, o meu Partido é Câmara de Lobos e a nossa força será para todos os Câmara-Lobenses e para esta terra que vai do mar à serra, nas suas cinco freguesias”, disse o candidato, assumindo o compromisso de continuar a trabalhar por um concelho que hoje tem mais desenvolvimento social, mais desenvolvimento económico, mais ordenamento do território e muito mais qualidade de vida. “Ainda queremos fazer muito mais nos próximos quatro anos, pelas nossas gentes, pela nossa terra e por um futuro em que acreditamos”, vincou, acrescentando que é esse o compromisso que assume, na base daquele que considera o melhor projeto para Câmara de Lobos e aquele que não tem vergonha de mostrar as suas caras e tem orgulho do que fez e quer continuar a fazer.

Apelando ao voto e, dirigindo-se particularmente aos indecisos, Pedro Coelho apelou a que estes vejam a evolução do concelho desde 2013 até agora e disse mesmo que, “se acharem que está melhor, decidam pelo nosso projeto, que é o único que tem um programa integrado de desenvolvimento concelhio”.

Candidato que, a rematar, foi taxativo ao afirmar que ainda nada está ganho e que, até dia 26, o trabalho é para continuar, até porque, embora a campanha esteja a correr bem e o retorno da população seja positivo, não há vitórias antecipadas. “Contamos com todos e precisamos de todos para continuar a lutar e a defender os interesses dos Câmara-Lobenses”, frisou.