CDU acusa a Câmara do Funchal de descuidar os sem-abrigo, cujo problema se agrava na freguesia da Sé

A CDU levou a cabo uma acção política esta quinta feira, no Funchal, na freguesia da Sé, sobre o agravamento do problema das pessoas Sem-Abrigo na cidade. A mesma contou com a participação dos candidatos à Junta de Freguesia da Sé, Alberto Abreu, e de Edgar Silva, candidato à presidência da CMF.

Nesta iniciativa da CDU, foi colocado um “Mentirómetro” no Funchal para assinalar “a mentira desta vereação de maioria PS por ter prometido resolver o problema dos Sem-Abrigo, quando na realidade o problema só se está a agravar”, conforme afirma Edgar Silva.

Já o candidato da CDU pela freguesia da Sé, Alberto Abreu, também não poupou críticas à CMF: “A vida destas pessoas que estão “na rua” deve merecer uma profunda reflexão por parte dos governantes, que se limitam a lamentar a situação, mas não agem quando se trata de levar a solução para o terreno”.

A CDU pergunta o que é feito do prometido Centro de Apoio ao Sem-Abrigo? Onde está a prometida a cantina social? Onde estão os impactos do projecto dos “cacifos solidários” e os resultados alcançados pelas prometidas “equipas técnicas de rua” no Funchal?

Os comunistas apontam que “foram prometidos equipamentos e apoios, foram prometidas “equipas técnicas de rua” para intervenção continuada junto dos Sem-Abrigo, foi prometida uma acção conjunta de “uma equipa médica, um psicólogo e uma assistente social”, para além de outos operacionais. Depois das muitas promessas feitas pela actual vereação de maioria PS na CMF, depois do que foram as directrizes saídas da tão propalada “Conferência Municipal sobre Estar em Situação de Sem-Abrigo”, onde estão as soluções para o problema dos Sem-Abrigo”?”