Madeirenses também procuram a Comunidade Cristo de Betânia em Fátima para oração e cura interior (c/vídeo)

As irmãs Paula e Anabela são hoje o rosto da Comunidade Cristo de Betânea, em Fátima. As portas estão abertas, com agendamento prévio, a todos aqueles que procuram uma nova evangelização, com base carismática.

 

Veja aqui um vídeo da Comunidade.

Os três carismas desta Comunidade –  Contemplação, Compaixão e Evangelização – são os princípios orientadores da missão também em Portugal, numa caminhada que já vai além dos 25 anos de existência.

O serviço à comunidade de Cristo alimenta o trabalho destas servas do Senhor, conforme explicam as irmãs Anabela e Paula. Louvam o Senhor, dinamizam Seminários de Vida Nova no Espírito Santo e fazem retiros de cura interior. Há madeirenses que, durante anos, procuram esta Comunidade e deixam aos seus cuidados pedidos de oração.

Revista da CCB.

Com simpatia, disponibilidade e muita fraternidade, Anabela e Paula continuam, em Fátima, a ajudar todos aqueles que as demandam. Paula está mais virada para o trabalho em Jersey e está agora de férias em Fátima. Aos visitantes de coração aberto e sedentos do Senhor, juntam os seus cânticos e orações de cura, com uma matriz profundamente carismática. A CCB organiza, desde 2003, o Festival de Artes e Oração, que mobiliza muitos jovens e outros participantes.

O FN reproduz, em seguida, os dados que constam do site desta Comunidade.

A adoração ao Santíssimo Sacramento na CCB.

A Comunidade Cristo de Betânea (CCB) é uma associação de fiéis de vida contemplativa e missionária, nascida do Renovamento Carismático. Integra cristãos católicos de todos os estados de vida, capazes de contribuírem para a realização dos seus objetivos e surge ao serviço da Igreja. Como resposta à “cultura tecnocrata feita de homens fora de Deus, sofrendo as consequências psico-espirituais da sua ausência”, a CCB apresenta Jesus Cristo através de uma Nova Evangelização. O PRESENTE falou com Marta Pereira, membro da comunidade, acerca da dinâmica da comunidade e, concretamente, do Festival de Artes e Oração, que este ano, na sua  11.ª edição, se realiza de 25 a 27 de julho, em Fátima.

Como está organizada a estrutura da CCB?

Como todas as comunidades na Igreja, tem uma coordenação geral e outra local, em cada casa, nas dioceses e países em que está implantada, à qual estão associados os membros externos locais. Como todas as novas comunidades, engloba membros femininos e masculinos de todos os estados de vida e em cada coordenação há representantes de leigos, de consagrados e sacerdotes.

A comunidade tem membros internos – irmãos e irmãs consagrados, solteiros(as) e viúvos – e tem também membros externos: sobretudo casais e pessoas casadas. Os membros externos solteiros podem consagrar-se na comunidade, fazendo os mesmos votos de pobreza, obediência e castidade dos consagrados que residem em casas comunitárias.

Os membros da comunidade distribuem-se por Portugal, Brasil, Timor-Leste, Cabo Verde e Jersey.

Quantas pessoas alcança a ação da CCB?

São milhares de pessoas que têm sido atingidas por acções da CCB através de seminários, retiros, fins-de-semana, cursos de espiritualidade, cursos bíblicos, sessões musicais, acções de rua, festivais, entre outros eventos. Entre as pessoas que seguem a formação e colaboram na acção e manutenção da comunidade, tanto membros como candidatos a membros, internos e externos, bem como associados da Comunidade, pode-se afirmar que ultrapassa os 100 elementos (todos maiores de idade e de todas as idades), dos quais um é sacerdote e outro em breve será ordenado.

A CCB organiza, desde 2003, o Festival de Artes e Oração. Na apresentação do festival é

Os 3 carismas da comunidade…

Foi com o grupo de oração carismática de Braga, a partir dos anos 80, que a Comunidade Cristo de Betânea deu o primeiro impulso. Atualmente, é uma comunidade de direito diocesano, com estatutos aprovados em 1994 por D. Eurico Nogueira, então Arcebispo de Braga, que concretiza a sua ação através dos seguintes carismas:

Contemplação

Como centro de vida a Eucaristia celebrada e adorada ao longo do dia e em tempos nocturnos, alimentada pelas horas litúrgicas, cantadas, pela lectio divina e por tempos fortes de formação espiritual.

Compaixão

Acolher diretamente e por escuta telefónica pessoas em sofrimento psico-espiritual.

Desenvolver campanhas de solidariedade, organizar seminários de auto-conhecimento, cura e libertação interior, vocacionados para apoio na caminhada espiritual ou iniciação cristã, descoberta do sentido da vida, da cura interior e reconciliação, consigo mesmas, com os outros e com Deus.

Evangelização

Tendo acolhido o apelo do Papa João Paulo II à Nova Evangelização, dispõem de tempos de “Escola de Evangelização” que forma evangelizadores, ao longo do ano.

Fazem missões de evangelização em Portugal e no estrangeiro, por iniciativa própria ou convidados por párocos ou outras entidades.

Desenvolvem ações específicas para homens, mulheres e jovens.

Editam a revista “Jesus Vivo”, bem como livros de espiritualidade, cd’s, e outros produtos.

Trabalham na evangelização com os “Jovens 2 Mil”, de Fátima, grupo de jovens que caminha espiritualmente com a CCB.

Realizam encontros de âmbito nacional, fins-de-semana e outros e, anualmente, o “Festival de Artes e Oração”.