CDU debate “Cidade para Inglês Ver”

No “Espaço CDU” teve lugar nesta tarde a primeira das “Conversas com Sequências” ,num ciclo de encontros que fazem parte da campanha autárquica da CDU, tendo sido convidada Ana Paula Almeida, para desenvolver a análise do conceito de “Cidade para “inglês ver”.
Numa contextualização de pendor historiográfico, numa perspectiva de história social articulada com diálogos com a sociologia política, Ana Paula Almeida, professora de História, identificou diversos registos da história contemporânea onde o Funchal ensaiou acontecimentos sociais e eventos culturais, em que a cidade aplicou dinheiros públicos para realizações que apenas tinham por objetivo “parecer bem”, para apenas agradar a algum visitante, para “fazer de conta que havia um ambiente cosmopolita” ou para dar uma “imagem moderna”, diferenciada daquela que era a realidade concreta da vida da cidade ou dos hábitos dos cidadãos, refere o colectivo da CDU.
Nesta primeira destas “Conversas com Sequências” foi possível estabelecer o paralelismo com fatcos concretos da atualidade política da cidade do Funchal nos quais é aplicada pelos governantes exatamente a mesma matriz e onde tem aplicação essa mesma lógica da «Cidade para “inglês ver”», assegura esta força política.