JPP denuncia “obra ilegal” na Madalena do Mar

O candidato do JPP à Ponta do Sol foi hoje à Madalena do Mar, para denunciar o “abuso de poder do Governo Regional da Madeira, através da Sociedade de Desenvolvimento – Ponta Oeste que deu inicio a uma obra ilegal, sem projectos e sem as devidas licenças”.

Paulo Freitas recordou que o estacionamento de acesso à praia da Madalena do Mar “pertence à Câmara Municipal da Ponta do Sol e foi concessionado, durante 20 anos à Sociedade de Desenvolvimento, faltando apenas 2 anos para terminar a concessão”.

O rosto do JPP à Ponta do Sol frisou que ficou estupefacto quando, “na ultima reunião de Assembleia Municipal o PSD Ponta do Sol absteve-se a uma obra ilegal, abrindo um grave precedente para o futuro da nossa terra, da Ponta do Sol”.

Para o JPP-Ponta do Sol, a obra foi embargada, “e bem, contudo, deveria ter sido mais cedo, logo no início do seu processo. Agora, estamos com uma obra parada, sem saber o que vai ser feito”, referiu.

“É inadmissível que, junto a uma estrada com tanta afluência, onde passam, diariamente, Presidentes de Junta, de Câmara, vereadores, fiscais, nada tenha sido feito até a obra atingir estas dimensões”, realçou o candidato.

“Este local tem de voltar à origem, temos de voltar a ter um estacionamento de acesso à praia da Madalena do Mar, tal como tínhamos, inicialmente”, concluiu.