Francisco Abreu registou pontuação máxima na segunda jornada do Campeonato de Portugal de Velocidade

O Campeão de Portugal de Velocidade, Francisco Abreu tinha dado o mote na sua corrida a solo: “pole position”, liderança da luz à bandeira e volta mais rápida.

Francisco Mora fez o mesmo na sua corrida a solo.

Os dois disputaram a terceira prova do fim de semana, desta feita em forma endurance, e ao volante do Porsche 991 GT3 Cup 40 e o resultado final foi o mesmo: a vitória!

Desta feita, não houve nenhuma atrapalhação com o semáforo e Francisco Abreu, o primeiro a entrar em pista, saltou para o comando sem hesitações e a pouca pressão exercida pelos adversários foi rapidamente sacudida pelo piloto madeirense.

O resto do turno de condução de Francisco Abreu foi feito com um ritmo suficiente para construir uma vantagem que colocasse o Porsche 991 GT3 Cup 4.0 ao abrigo de qualquer percalço durante a troca de pilotos ou a eventual chegada da chuva.

Executando da melhor maneira o plano estratégico da equipa, Francisco Abreu entregou o carro a Francisco Mora com uma enorme vantagem que o piloto nortenho geriu da melhor forma até ao final antecipado da corrida.

Um despiste no final da reta da meta levou à saída de uma bandeira vermelha a poucos minutos do final, levando à conclusão da prova.

Francisco Abreu ficou “muito satisfeito por mais uma vitória e felizmente tudo correu da melhor forma e conseguimos os nossos objetivos, ou seja, ganhar, fazer a pontuação máxima e reforçar a nossa liderança rumo ao objetivo para esta época, ser campeão nacional de velocidade.”