CDS elogia a “Ilhopan” como exemplo de empresa de sucesso

O CDS visitou hoje a Ilhopan, no Parque Empresarial da Cancela, tendo constatado “a importância dos apoios do IDE às empresas da Região, neste período de pandemia”, segundo o líder parlamentar centrista, Lopes da Fonseca.

Acompanhado pelos demais deputados do grupo, Lopes da Fonseca sublinhou que o objectivo da visita foi conhecer a dimensão que tiveram os apoios do Governo Regional, mais precisamente do IDE, às empresas regionais.

“Sabe-se que o Governo Regional já derramou 168 milhões de euros nas empresas e, apesar de não ser suficiente, o INVESTE RAM, o SI Funcionamento e o Apoiar Madeira, têm permitido colmatar as grandes dificuldades que a pandemia trouxe aos empresários”, afirmou Lopes da Fonseca.

Diz o grupo que, nesta visita à Ilhopan, “ficou a conhecer projectos verdadeiramente inovadores, nomeadamente a nível da exportação. Soubemos que esta empresa, no Continente, está a ter um enorme sucesso com os produtos regionais, mais precisamente com o Bolo do Caco, o Milho Frito e, agora com uma aposta mais recente numa grande superfície – o Lidl, com o Bolo de Mel e as Broas de Mel”.

Tal, afirmam os centristas, “tem permitido, do ponto de vista da exportação de produtos regionais, uma mais valia em termos financeiros para esta empresa, sendo também um convite às empresas regionais que produzem produtos nossos, que os possam exportar para o Continente porque têm mercado e um grande acolhimento por parte dos portugueses do Continente em relação ao produto regional.”

Por outro lado, “a comitiva do CDS ficou verdadeiramente agradada com o facto das empresas conseguirem reinventar-se com novas perspectivas em termos de mercado, quer o regional, quer o nacional e, também, pelo facto das empresas reconhecerem que sem os apoios do Governo Regional teria sido muito mais difícil de subsistirem num período de pandemia”.

A Ilhopan, considera o CDS, é “uma empresa modelo, com várias vertentes, a agroalimentar, a panificação (…)”. “Interessa-nos que os nossos produtos regionais sejam cada vez mais consumidos, não só cá na madeira mas, também, no Continente (que é um mercado de 10 milhões) e internacionalmente”

“As empresas regionais, com os apoios à exportação implementados no mercado há já dois anos, têm a possibilidade de colocar produtos regionais competitivos no Continente. E a Ilhopan é a prova que é possível fazê-lo, com sucesso”, concluiu Lopes da Fonseca.