Diretor Regional da Agricultura conversa sobre saúde e bem-estar com alunos do Conservatório

Paulo Santos, Diretor Regional da Agricultura, e Regina Pereira, engenheira e formadora na mesma direção, são os convidados do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira para a próxima edição do ‘À conversa com…’, no dia 16 de março, onde irão abordar o tema ‘Descubra caminhos para a saúde e o bem-estar’, apresentando o livro ‘Fomento da fruticultura na Madeira’, de Joaquim Vieira Natividade.

O tema do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), ‘Descubra caminhos para a saúde e o bem-estar’, foi o mote para a promoção desta atividade do serviço educativo da Biblioteca das Artes, realizada em conjunto com o Serviço de Psicologia e Orientação e o Departamento Sociocultural e Científico, dando início a um ciclo de conferências do projeto ‘Saúde e Bem-Estar’, no âmbito de Cidadania e Desenvolvimento. Tal como em edições anteriores, é a partir da apresentação de um livro que os convidados irão conversar sobre os temas propostos. Desta vez, o arranque será realizado através da apresentação do livro ‘Fomento da fruticultura na Madeira’, que levará depois à introdução de questões como a produção dos alimentos agrícolas na Região Autónoma da Madeira, quais as melhores opções de compra e onde as podemos encontrar e os impactos na nossa saúde da utilização de químicos na agricultura. No final, haverá a possibilidade de o público fazer perguntas, abrindo-se espaço para uma discussão com os convidados.

O Serviço Educativo organiza, pelo quarto ano consecutivo, esta atividade, que visa convidar personalidades a apresentarem uma reflexão a partir da leitura de um livro que tenham escrito ou lido. Embora esta seja uma temática do interesse global da população, devido à atual situação pandémica, esta sessão será apenas para os alunos, onde os convidados irão à sala de aula dos cursos profissionais, no Polo de São Martinho, pelas 10h00.

Nota sobre o autor do livro:

JOAQUIM VIEIRA NATIVIDADE nasceu em Alcobaça, a 22 de Novembro de 1899. Engenheiro agrónomo (1922) e engenheiro silvicultor (1929), pelo Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, onde foi professor catedrático a partir de 1933. Em Londres especializou-se em genética e citologia. Fundou e dirigiu o Departamento de Pomologia da Estação Agronómica Nacional, o Centro Nacional de Estudos e Fomento da Fruticultura e a Estação de Experimentação Florestal do Sobreiro. Publicou mais de uma centena de trabalhos científicos, que abarcam os mais variados sectores do mundo agroflorestal, desde a subericultura à viticultura, da olivicultura à cultura do castanheiro e à horticultura. Foi uma autoridade mundial no campo da subericultura. Deve-se-lhe a implantação em Portugal de uma verdadeira fruticultura moderna.

Foi membro de diversas instituições científicas nacionais e estrangeiras como a Real Academia de las Ciencias Fisicas, Exactas y de la Naturaleza de Espanha, a American Association for the Advancement of Science, da Sociedade de Ciências Médicas de Lisboa, da Associação Central da Agricultura Portuguesa e da Academia das Ciências de Lisboa, Classe de Ciências, tendo sido condecorado, pela Presidência da República, com o Grande-Oficialato da Ordem do Mérito Agrícola (1951). Foi ainda autor do filme ‘Flores, mundo de beleza’, a que foram atribuídos vários prémios nacionais e o Diploma de Honra no 4º Concurso Internacional do Filme sobre Temas Florais (Trieste, Itália, 1963). Faleceu em Alcobaça, em 19 de Novembro de 1968.