PPM constata panorama “desolador” no Mercado dos Lavradores

O PPM Madeira esteve esta manhã no icónico Mercado dos Lavradores e, segundo refere, o que viu foi “desolador”.
“Falámos com alguns comerciantes, que nos falaram das suas preocupações sobre como pagar as rendas destes tempos de pandemia que em boa hora dizem que a Autarquia tem vindo a adiar, mas que futuramente irão ter que pagar ao que se consta”. Os mesmos comerciantes “não estão contra os pagamentos” mas apelam a que haja bom senso da parte da edilidade funchalense. “Se se perdoam outros tipos de rendas e afins, também se poderia abrir uma excepção para quem ali passa dias sem vender nada”, reclamaram ao PPM.
O partido diz ainda ter constatado que o Mercado “está a precisar de algumas obras urgentes”. E, a fazê-las, no seu entender “esta seria a altura ideal, pois estamos com o turismo em baixa e fechava-se o Mercado para as obras necessárias (…)”.