CMF diz que vai ouvir os comerciantes para elaborar novas estratégias

A Câmara Municipal do Funchal diz que vai, a partir deste mês, ouvir os comerciantes do concelho no terreno, para elaborar “mais um conjunto de estratégias municipais para mitigar os efeitos da pandemia covid-19 no tecido económico local”.

O edil Miguel Gouveia adianta ser esta mais uma forma de estar ao lado dos comerciantes funchalenses que, fruto da pandemia e consequentes medidas de restrição, “viram as suas receitas diminuírem substancialmente, com a redução do fluxo de clientes, tanto ao nível da população residente como daquela que nos visita”.

Assegura ser fulcral para a Câmara Municipal do Funchal “estar ao lado dos empresários do concelho” e promete que, “nesse sentido, vamos colocar uma equipa no terreno para registar os desafios que os empresários enfrentam neste momento, bem como divulgar de uma forma personalizada e adaptada a cada tipo de negócio e situação, os mecanismos de apoio existentes e aos quais podem recorrer”.

“Queremos que o tecido económico local consiga ultrapassar este duro período o melhor e mais rápido possível, tendo a Câmara Municipal do Funchal como um parceiro nesta crise”, sublinha o autarca, lembrando, a título de exemplo, a campanha “Eu Compro Local”, que esteve durante três meses em vigor e que foi, diz a CMF, um sucesso para os comerciantes, durante esta fase, e que envolveu 170 estabelecimentos comerciais.