PSD do Porto Moniz desagradado com o executivo camarário

O grupo parlamentar do PSD eleito à Assembleia Municipal do Porto Moniz apresentou na sexta-feira uma proposta que visava garantir que as empresas concessionárias do Bar da Piscina Municipal do Porto Moniz e do Bar da Laje ficassem isentas do pagamento das rendas durante o  2021, e que os seus respectivos contratos de concessão fossem novamente renovados por mais um ano. A proposta foi rejeitada pelo Executivo Municipal, o que leva os social-democratas a questionar o porquê desta recusa, tanto mais quando esta prática já foi seguida noutros Municípios e quando, mais do que nunca, é essencial que se tomem medidas urgentes e eficazes para ajudar a população e quem trabalha a favor do concelho, havendo, neste Executivo, todas as condições para tal, diz o partido.

“Não faz sentido que, perante um ano que se perspectiva ainda mais difícil para as empresas do Porto Moniz, com manifestas dificuldades na gestão e na salvaguarda dos seus postos de trabalho, a Câmara Municipal não vá mais longe na implementação de medidas que sustentem a existência e a progressiva retoma do nosso tecido empresarial”, criticam os social-democratas do Porto Moniz, sublinhando que este é mais um exemplo da insensibilidade com que a autarquia tem vindo a gerir os efeitos sociais e económicos desta pandemia.

O PSD destacou essa mesma e alegada insensibilidade na proposta apresentada e aprovada pela autarquia relativamente à isenção das taxas de ocupação dos espaços públicos com esplanadas e estacionamento tarifados, entre 1 de Janeiro e 31 de Maio de 2021, “período de isenção que também quisemos prorrogar até ao final do ano, num pedido também recusado pelo Executivo Municipal”.