Albuquerque diz que a RAM está melhor que o continente e mantém actuais medidas

foto arquivo

O chefe do Executivo madeirense, Miguel Albuquerque, fez hoje questão de realçar as diferenças entre a situação que actualmente se vive na Madeira por causa da pandemia da Covid-19, e a que se vive no continente. Constatando que a actividade económica está praticamente encerrada no continente, Albuquerque contrapôs com a realidade regional, considerando que a pandemia está suficientemente contida na RAM [apesar de o índice de transmissibilidade ser o mais alto do país] para se manter o actual modelo, que se fica pelo recolher obrigatório e que “permite que as pessoas não fiquem fechadas em casa” e que a economia “funcione”.

Também o funcionamento das escolas deverá manter-se, pelo menos pelas próximas semanas, nos moldes actuais, com aulas online para o 3º Ciclo e Secundário e aulas presenciais para os alunos até ao segundo ciclo. Recorde-se que no continente as aulas para todos os alunos são online. As declarações foram prestadas aquando de uma visita que o presidente do Governo Regional efectuou com o secretário regional da Economia, Rui Barreto, a uma empresa especializada em climatização, propriedade de Francisco Câmara, na Estrada Visconde Cacongo.