Miguel Gouveia apresentou os cinco vencedores do Orçamento Participativo do Funchal

O edil funchalense, Miguel Gouveia, acompanhado pelo respectivo Executivo Municipal, apresentou, esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os cinco vencedores da 3ª edição do Orçamento Participativo do Funchal, uma iniciativa que tem um orçamento global de 500 mil euros.

Miguel Gouveia referiu, na ocasião: “Hoje cumpre-se um dos eixos estratégicos que este Executivo tem colocado ao serviço da cidade do Funchal, que passa por promover a democracia participativa e o envolvimento dos cidadãos na construção da sua cidade (…)”.

“Neste contexto pandémico em que vivemos, e quando outras entidades optaram por desistir das ferramentas de participação, o Funchal perseverou, insistiu e conseguiu manter a sua aposta no orçamento participativo. Foi preciso adaptação e procurar novas formas de estarmos mais próximos dos munícipes, mas o resultado final demonstra bem o sucesso desta iniciativa e mostrou, igualmente, que não estamos sós e que os funchalenses, apesar da situação actual, continuam a querer estar presentes na construção do futuro da sua cidade”, acrescentou.

O grande vencedor da 3ª edição do Orçamento Participativo do Funchal foi o projecto de Cobertura do Polidesportivo da Escola EB1/PE dos Ilhéus (602 votos), seguindo-se em segundo lugar a Requalificação do Campo Desportivo da Escola do Arreio e Lombada (535 votos), em terceiro lugar o projeto Escalada Desportiva para Todos – Jardim do Almirante Reis (527 votos), em quarto lugar a Requalificação do Pátio da Escola Secundária de Francisco Franco (499 votos) e, por fim, em quinto lugar, o Observatório e Parque de Astronomia do Funchal (275 votos).

O autarca lembrou ainda as duas edições anteriores que bateram recordes de participação e que colocaram o nome do Funchal “como referência nacional ao nível da participação onde fomos nomeados como a prática mais votada do País. Este ano não conseguimos estar todos juntos  mas, em termos de participação global, continuamos a manter os mesmos níveis de participação e de pessoas interessadas em contribuir.”

Este ano a autarquia criou uma plataforma online para submissão de propostas e implementou um sistema de votação por SMS para facilitar o processo de participação. Ao todo, foram apresentadas 100 propostas, tendo 30 delas, depois de concluído o processo de análise técnica, passado à fase de votação final. Durante a votação foram recebidos 4228 votos.