Filipe Sousa reage a Jorge Carvalho e diz que as pessoas em Santa Cruz “estão assustadas”

Filipe Sousa, edil de Santa Cruz, já respondeu à reposta do secretário regional da Educação, em relação a uma missiva enviada ao presidente do Governo Regional. “Em resposta a uma carta que não lhe foi endereçada, pedindo ao senhor presidente do Governo o encerramento das escolas,  o senhor secretário da Educação acusa-me de não conhecer o meu concelho e as suas escolas”, constata o presidente da Câmara.

“Informo, por isso, o senhor secretário da Educação que, ao contrário dele, as decisões que tomo não são guiadas por caprichos pessoais e pela natural sobranceria que o Dr. Jorge Carvalho costuma cultivar. Se escrevi ao Dr. Miguel Albuquerque foi precisamente porque conheço o meu concelho e porque decidi dar voz à aflição de muitos pais que me têm contactado, mas que não conseguem contactar o senhor secretário da Educação”, afiança o presidente da CMSC.

Filipe Sousa diz que o encerramento das escolas não é uma ideia sua, sustentada no desconhecimento, “mas uma preocupação de dar voz aos que não conseguem chegar a quem decide”.

“Depois o senhor secretário vem com números nos quais já ninguém acredita, e esquece-se que por detrás dos números estão pessoas, que estão assustadas e que gostariam de se sentir mais seguras e verem os seus filhos em segurança”, refere o autarca.

“Fazer eco deste sentir é o meu trabalho como autarca e não desistirei dele perante a facilidade que o senhor secretário da Educação tem de criar realidades alternativas”, assegura.