GR assinou um entendimento com as associações de táxi da RAM

O Salão Nobre da Vice-Presidência do Governo Regional acolheu hoje a assinatura do memorando de entendimento entre o Governo Regional e as associações representantes dos Industriais de Táxi na Região.

Na ocasião, estiveram presentes em representação do Governo Regional, o vice-presidente do Executivo, Pedro Calado, e o secretário regional da Economia, Rui Barreto. A representar os motoristas de táxi, participaram quatro associações representantes do sector: a AITRAM, a TAXISRAM, a ASAT e a CPPME.  Das quatro associações presentes, só três assinaram o memorando, ficando de fora a CPPME.

O documento assinado entre as diversas partes visa viabilizar a cooperação técnica e financeira entre o Governo e os representantes dos táxis, assegurando a concessão de um apoio financeiro aos profissionais do sector que exerçam atividade na Região.

Através deste acordo, o Governo Regional pretende acautelar a protecção social dos trabalhadores que se encontrem impedidos do exercício da sua actividade profissional devido à pandemia, mitigando, desta forma, situações de crise empresarial e prevenindo o risco imediato de perda de emprego, através da criação de um apoio financeiro no valor equivalente a um IAS por cada trabalhador (438,81 euros), incluindo gerentes e sócios-gerentes.

Para o efeito, será celebrado um contrato-programa destinado a conceder a cada uma das associações uma comparticipação financeira, dotando dos meios financeiros necessários à concessão dos apoios. O apoio complementar vai abranger cerca de 1.900 motoristas de táxi de toda a Região Autónoma da Madeira, anuncia o Governo.