PSD-Machico aponta o dedo à Câmara por “valorizar comerciantes que não são do concelho”

O PSD Machico veio condenar publicamente a postura do Executivo Municipal, “quando este, mais uma vez, valoriza, financeiramente, os comerciantes que são de fora do concelho, em detrimento dos locais, numa altura difícil em que estas mais precisam”, conforme refere o presidente da Concelhia do PSD, Norberto Maciel, para quem o apoio ao comércio local é, mais do que nunca, fundamental para mitigar os efeitos negativos da pandemia.

“A publicidade que o Executivo apregoa de comprar e consumir no concelho é incoerente atendendo aos inúmeros contratos que faz com empresas e associações de fora do concelho, que já ascenderam a valores significativos, verbas que deveriam ser aplicadas a favor de Machico”, insiste, a este propósito, Norberto Maciel. Segundo este social-democrata, o PSD tem conhecimento de que as empresas locais manifestam desalento pela desconsideração que sentem por parte do Executivo municipal, “que teima em valorizar mais os comerciantes que não são do concelho quando, em Machico, existe capacidade de resposta”.

Em causa, está a aquisição de material promocional – Machico Madeira Trail Capital – a uma empresa sediada fora do concelho, no valor superior a 12 mil euros, quando, segundo afirma Norberto Maciel, o tecido empresarial em Machico, neste ramo de actividade, tinha capacidade e qualidade para fornecer materiais e equipamentos para o evento.

“Numa fase de alguma recessão económica provocada pelos constrangimentos da actual pandemia, é inconcebível que o Executivo não priorize uma verdadeira política de apoio ao comércio local e lamenta-se a falta de coerência de quem devia valorizar e apoiar mais os comerciantes do concelho e fomentar a sua política na igualdade de oportunidades e, não, o favorecimento de alguns, como se tem verificado na gestão socialista”, critica.