A caminho das Autárquicas de 2021 (Jardim da Serra)

Jardim da Serra é uma freguesia do concelho de Câmara de Lobos, com 7,36 km² de área e 3.311 habitantes segundo o Censos 2011.

A freguesia foi criada por desanexação da freguesia de Estreito de Câmara de Lobos, a 4 de Julho de 1996.

A actividade principal é a agricultura. O Jardim da Serra tem escolas, um centro cívico, uma nova igreja, um hotel, irá ter no futuro um pavilhão polidesportivo e uma praça.

O nome Jardim da Serra está ligado á vida de Henry Veitch. No séc. XIX criou uma quinta no primitivo lugar da serra. Veitch dotou-a de um sumptuoso jardim que passou a ser conhecido por Jardim da Serra e que daria não só origem á denominação da quinta, como das zonas limítrofes.

A freguesia tem apenas uma paróquia, a de S. Tiago.

Em Junho, é famosa a festa da cereja para promover um fruto quase exclusivo da freguesia. Inclui um certame com exposições e um cortejo alegórico.

Valentim Marcelino da Silva João foi eleito em 2017 presidente da Junta.

Politicamente falando, a freguesia do Jardim da Serra foi a votos pela primeira vez em 1997.

Contudo, ainda antes de ser freguesia, em 1993, o movimento SFJS (Seremos Freguesia do Jardim da Serra) entrou em campo na freguesia vizinha do Estreito de Câmara de Lobos.

Nas Autárquicas de 1993 o movimento obteve no Estreito, freguesia da qual viria a desanexa-se, 10,7% do eleitorado e um mandato na Assembleia de Freguesia. Foi a expressão da luta do povo do Jardim da Serra em ver consagrada a sua freguesia, o que viria a ser uma realidade na eleição seguinte (1997).

Com feito, em 1997, nas primeiras eleições Autárquicas no Jardim da Serra, o movimento “Unidos pelo Jardim da Serra” ganhou as eleições por 58,9% dos votos.

Nas eleições seguintes, sempre foi o PSD a governar.

Em 2013 a coligação PS/PTP/PND/BE não foi além dos 12,5% dos votos.

O melhor resultado de sempre obtido pelo PSD foi em 2001 quando conseguiu 63,1% do eleitorado e ganhou a Junta pela primeira vez. O pior resultado foi em 1997 (32,9%).

O PS obteve o seu melhor resultado eleitoral no Jardim da Serra em 2001 (21,8%) e o seu pior resultado em 2017 (14,21%).

O CDS obteve o seu melhor resultado de sempre nas Autárquicas de 2013 (19,8%). O pior resultado do CDS foi em 2001 (3,0%).

O Partido da Terra entrou na corrida em 2009 e obteve 7,8%, resultado que cimentou na eleição seguinte de 2013 (10,9%).

A CDU tem obtido no Jardim da Serra resultados entre 4,1% e 8,3%.

A UDP e o BE alcançaram percentagens entre 2,1% e 2,6%.

Nas últimas Autárquicas de 2017, o PSD voltou a ganhar por 59,36% (961 votos), contra 14,21% (230 votos) do PS. Foi eleito presidente o social-democrata Valentim Marcelino da Silva João.

O CDS obteve 10,81% (175 votos); a CDU 2,84% (46 votos); o MPT 2,47% (40 votos); o PDR 2,04% (33 votos), o BE 1,98% (32 votos); e o PTP 1,79% (29 votos).