Pedro Calado sublinha aposta do Governo no desenvolvimento digital

O vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, visitou hoje as novas instalações da recém-criada Direção Regional de Informática, onde decorreu o exercício nacional de segurança e defesa na internet CIBER PERSEU.

Na ocasião, este governante aproveitou para relevar a importância da área da informática e salientar o investimento que o Governo Regional tem feito, nos últimos anos, para potenciar o desenvolvimento digital.

De acordo com Pedro Calado, apesar da pandemia provocada pela COVID 19 ter acelerado esta transformação e justificado novos métodos de trabalho, o Executivo Regional tem vindo a preparar-se há algum tempo, realizando um grande investimento nesta área das tecnologias e da transição digital, considerada como um dos instrumentos essenciais da estratégia de desenvolvimento no Plano de Resiliência e Recuperação do país e em alinhamento com políticas públicas de investimento da União Europeia no novo quadro de programação 2021-2027.

Este investimento, explicou, insere-se numa estratégia de maior eficácia governativa que, tendo em conta as oportunidades que são criadas pelas novas tecnologias digitais, bem como as boas práticas e a experiência adquirida, visa ganhos de eficiência no que diz respeito à modernização e desburocratização do funcionamento da Administração Pública, de forma à prestação de melhores serviços aos cidadãos e às empresas, reza um comunicado às Redacções.

Uma aposta que, declarou Pedro Calado, é agora incrementada pelos novos desafios e necessidades incrementadas pela crise pandémica, que trouxe consigo um grande aumento de ciberataques, que exigem novas regras e procedimentos do ponto de vista da cibersegurança e da ciberdefesa, bem como da arquitectura de segurança das redes e sistemas de informação relativos a dados pessoais.

Conforme referiu o vice-presidente, neste novo mundo digital, os nossos dados pessoais tornaram-se um bem extremamente valioso, mas a utilização abusiva e a profusão de acontecimentos de perda de informação sensível, com particular incidência para os dados da saúde e da educação, impõem a aplicação de regras firmes que garantam a protecção de dados pessoais e a segurança da informação.

Por isso, reforçou, a Região voltou a renovar a sua participação no exercício nacional “Ciber Perseu”, que decorreu de 16 a 19 de Novembro.

Promovido pelo Exército Português, este exercício pretende, essencialmente, treinar e avaliar a capacidade de resposta da sociedade, face à ocorrência de ciberataques de âmbito nacional e internacional, que podem escalar para uma crise no ciberespaço.

O Governo Regional tem participado, desde 2016, nesta parceria com o Ministério da Defesa, assumindo-se a Direção Regional de Informática (DRI) como polo de cooperação neste domínio, promovendo a participação de outras organizações da Região.

Na edição deste ano participaram a Vice-Presidência, através da DRI, o SESARAM, o IASAÚDE, o Serviço Regional de Proteção Civil, a Empresa de Electricidade da Madeira, o Instituto de Emprego e, do sector privado, a Companhia Logística de Combustíveis da Madeira.