“Estátuas vivas” na baixa citadina proporcionam visões diferentes do quotidiano

Fotos: Rui Marote

Os funchalenses foram esta manhã surpreendidos pela presença de “estátuas vivas” na baixa da urbe, numa iniciativa denominada ‘Madeira Street Arts’, um festival que principiou o ano passado, numa iniciativa do actor madeirense Rúben Silva.

As estátuas vivas foram distribuídas por uma área maior da baixa funchalense, procurando não causar ajuntamentos de pessoas, como o indicam as medidas aprovadas para contar a pandemia de Covid-19 que vem transformando on nosso quotidiano.

As estátuas vivas já tinham estado vísiveis ontem durante a tarde e hoje voltaram a animar as ruas do centro durante a manhã, constituindo sempre curiosos entretenimentos que cativam o olhar dos transeuntes e evidenciam criatividade artística.