PSD reuniu-se recentemente com a Associação Luso Sul Africana de Portugal

O grupo parlamentar do PSD recebeu na passada terça-feira a Associação Luso Sul Africana de Portugal – ALSAP, tendo ouvido as principais preocupações da referida organização, constituída em 2018,  e que visa ajudar os emigrantes portugueses que regressam da África do Sul.

De acordo com o deputado Carlos Fernandes, esta associação, que tem como responsáveis Analiza de Sousa e Manuel da Costa, tem tido um papel importante na integração destas pessoas na sociedade e no encaminhamento para as instituições onde poderão tratar das diferentes questões ligadas aos registos, cartões de cidadãos, serviços de estrangeiros e fronteiras, entre outros.

Este parlamentar referiu também que há um contacto permanente com a comunidade que se mantém na África do Sul, tendo sido transmitidas algumas das dificuldades sentidas, sobretudo na falta de respostas ao nível dos consulados, tanto em Joanesburgo como na Cidade do Cabo. “Um simples passaporte pode demorar cerca de oito meses”, disse, a título de exemplo.

Isto, adiantou, além do sentimento de insatisfação pelo facto de a TAP ter recuado na ligação Cidade do Cabo – Lisboa.

Carlos Fernandes assegurou que o PSD vai continuar a acompanhar as comunidades madeirenses e todos aqueles que escolham regressar à RAM.