CDU continua luta em prol da água de rega

A CDU voltou hoje a empenhar-se numa luta na qual tem sido insistente este Verão, relacionada com os direitos pela água de rega. De acordo com os comunistas, os regantes de Santa Cruz estão a ser lesados pelo insuficiente serviço prestado pela ARM no fornecimento de água de rega.

O dirigente da CDU, António Jardim, alertou para o facto proferindo a seguinte declaração: “A CDU esteve hoje em contacto com as populações do sítio da Terça, Janeiro e Ventrecha no Concelho de Santa Cruz, onde verificamos que existem graves problemas em relação à carência de água de rega, como também se verifica noutros concelhos como por exemplo em Câmara de Lobos e na Ribeira Brava.

“Aqui nestas localidades os regantes queixam-se da falta de água para regar os seus terrenos agrícolas, esta situação é de extrema preocupação, pois os agricultores não conseguem produzir, devido à falta de água que existe nesta localidade da freguesia de Santa Cruz”, refere uma nota.

A água de rega que chega a estes regantes é quase nula, sem caudal, e o que se verifica é uma forte indignação por parte destes regantes de Santa Cruz, assegurou aquele responsável político.

Esta situação concreta, de acordo com a CDU, deve-se ao facto da levada que distribuía a água de rega em Santa Cruz, a “levada da Roda”, ter sido danificada em 2017 por uma grande derrocada, pelo que a água foi desviada para outro lado e não chega às populações.

“É fundamental que a Câmara Municipal de Santa Cruz em articulação com o Governo Regional, mais especificamente com a Águas e Resíduos Sólidos da Madeira, possa rapidamente resolver esta situação deveras danosa para os agricultores que regam os seus terrenos agrícolas em Santa Cruz”, defendem os comunistas.

O PCP, através do seu deputado na ALRAM, Ricardo Lume, requererá a presença da secretária regional do Ambiente que tem a tutela da água de rega para que possa explicar o facto da inexistência da mesma, não apenas em Santa Cruz como também em vários concelhos da Madeira.