PS insiste no apoio do Governo Regional para requalificar a estrada dos Anjos, na Ponta do Sol

Os socialistas vieram hoje reivindicar, na estrada dos Anjos, na Ponta do Sol, mais atenção e colaboração do Governo Regional para a requalificação da estrada que dá acesso àquele sítio. Uma empreitada que ultrapassa o orçamento camarário e que resulta na necessidade da autarquia estabelecer um contrato-programa com o Executivo Regional, explicaram.

O deputado Carlos Coelho, porta-voz do grupo e natural da Ponta de Sol, começou por pedir “mais uma vez, junto do Governo Regional para que reveja a situação da estrada dos Anjos”, dada o avançado estado de degradação que se encontra. Esta estrada,, disse, “foi entregue assim à Câmara Municipal há quase 10 anos”.

“Esta estrada”, concretizou, “serve a população, um grupo de agricultores e é um dos pontos turísticos mais procurados do concelho – um dos mais procurados da Madeira – com a cascata que cai sobre a estrada”.

Ora, Carlos Coelho afirma que “a Câmara Municipal da Ponta de Sol não tem recursos necessários para proceder às obras de requalificação da estrada”, mas que tentou com os poucos recursos à disposição melhorar as condições do acesso.

Recordou, a propósito, que a edilidade realizou obras para remendar a estrada, construiu muralhas e colocou ‘rocheiros’ no terreno, mas os mesmos “chegaram a conclusão e informaram a Câmara que não havia condições para fazer as intervenções de limpeza”, o que levou ao encerramento da estrada.

O parlamentar queixa-se de que “esta situação já foi reportada ao Governo Regional desde que este executivo tomou posse na Câmara Municipal da Ponta de Sol, mas que, até agora, não houve qualquer ajuda para solucionar este problema”.

Recordou, por outro lado, que ainda que no início de Janeiro, o presidente do Governo Regional, na inauguração do cais da Ponta de Sol, foi alertado quanto à esta questão pela presidente de Câmara. “Foi prometido, na altura, vir estudar a situação, mas até agora nada foi apresentado e não percebemos o porquê desta falta de resposta”, lamentou.

Carlos Coelho acrescenta que “mais um dado importante desta estrada prende-se com a importância ao nível turístico.  No pós-covid foi lançada uma campanha a nível nacional com o nome: ‘Portugal Tropical’ que apelava a uma visita à Região, onde no site em 17 imagens escolhidas para ilustrar o destino Madeira, 5 fotografias eram do sítio dos Anjos”, aponta.

“Ou seja, um local com tanto interesse para a Região e que, na prática, é esquecido e abandonado à sua sorte”, concluiu.