“Há cortes injustificáveis” no orçamento da UE [vídeo]

¡AF!