ARAE nega inspeção no Mercado e diz que declarações de João Pedro Vieira são “descabidas, falsas e insultuosas”

A Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE) emitiu hoje uma nota de esclarecimento acerca de uma posição pública assumida pelo vereador da Câmara do Funchal João Pedro Vieira, na sua página pessoal do facebook, acusando a ARAE de ter realizado uma ação inspetiva no Mercado, a terceira durante a pandemia, apontando a ação com “aparato” e com “recados a funcionários e comerciantes”, como o FN deu conta numa outra peça.

Numa nota assinada pelo responsável pela ARAE, Luís Miguel Rosa, esta Autoridade afirma ter “tomado conhecimento que o Sr. Vereador da Câmara Municipal do Funchal, Dr. João Pedro Vieira, insurgiu-se hoje contra uma alegada atuação da Autoridade Regional das Atividades Económicas, acusando-a de “levar recados” a comerciantes, com grande aparato, no Mercado dos Lavradores.

Nomeadamente que “dois inspectores da ARAE terem visitado o Mercado dos Lavradores acompanhados… de dois vereadores do PPD, apresentando- se a comitiva como tal” e ainda que “Agora, no Funchal a oposição tem a força de órgão de polícia criminal e persegue quem não tem outra forma de sustento”.

A ARAE NEGA VEEEMENTE que tenha efetuado hoje qualquer ação inspetiva no Mercado dos Lavradores, bem como é absolutamente falso que inspetores da ARAE tenham acompanhado qualquer comitiva partidária nas referidas instalações ou quaisquer outras para esse efeito, neste ou noutro dia.

Todas as considerações feitas pelo Sr. Vereador são descabidas, falsas e perfeitamente insultuosas para a honorabilidade e respeitabilidade de todos aqueles que compõem esta Autoridade.

A ARAE exige que o Sr. Vereador João Pedro Vieira se retrate publicamente do seu comunicado, sendo este o único caminho digno que lhe resta. Qualquer outra atitude será bem demonstrativa dos reais intentos do Sr. Vereador, com os quais esta Autoridade não irá compactuar, nem permitirá quaisquer tentativas de condicionar o trabalho desta Autoridade.