Entrega de “Tecnologias de Acessibilidade” decorre ao abrigo de acordo entre a SRECT e a Fundação Altice

No âmbito de um protocolo estabelecido entre a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia e a Fundação Altice, a Direcção Regional de Educação (DRE), através da Divisão de Acessibilidades e Ajudas Técnicas (DAAT), procederá à entrega de equipamento informático considerado Tecnologias de Acessibilidade – computadores portáteis, tablets e soluções PT: linha Braille portátil, software para a área neuromotora, cognitiva e fala, e software para a área da baixa visão, refere um comunicado de imprensa.

Far-se-á também a entrega de kits de livros e actividades em formatos acessíveis: Braille, Áudio, Digital, Língua Gestual Portuguesa, Leitura Fácil, Símbolos Pictográficos e Negro Ampliado. Esta iniciativa realizar-se-á quinta-feira (30 de Abril), pelas 11h30m, na Divisão de Acessibilidades e Ajudas Técnicas, nos Ilhéus.

O dito protocolo, celebrado no âmbito do projecto “Todos Podem Ler”, visa promover a leitura e a escrita inclusiva nas bibliotecas escolares, criando e divulgando livros e actividades em formatos acessíveis. A DRE tem vindo a dinamizar diversas actividades nos estabelecimentos de ensino, com o objectivo de estimular a leitura junto dos alunos e promover, também, a leitura inclusiva através da utilização de tecnologias de apoio e conteúdos adaptados às suas necessidades.

O Projecto “Todos Podem Ler” foi criado em 2010 e conta com o apoio da Fundação Altice desde 2015, quando iniciou a fase de disseminação do projecto às bibliotecas escolares, prossegue a nota enviada às Redacções.

A disponibilização de tecnologias de apoio à leitura e à escrita nas bibliotecas escolares, designadamente tablets, computadores, periféricos alternativos e software facilitador da inclusão e acessibilidade, tem vindo a realizar-se de forma faseada, num processo de cinco etapas, quatro delas já concluídas. Dos 20 estabelecimentos de ensino que inicialmente manifestaram interesse em integrar o projeto, foram até à data contemplados 16, a saber:

1.ª etapa (2015): EB1/PE da Ribeira Brava, EB1/PE do Lombo do Guiné, EB1/PE Visconde Cacongo e EB1/PE Ribeiro Domingos Dias.

2.ª etapa (2016): EB1/PE do Garachico, EB1/PE de Santa Cruz, EB1/PE da Ajuda e EB1/PE da Calheta.

3.ª etapa (2017): EB1/PE do Covão, EB1/PE do Galeão, EB1/PE do Livramento e EB1/PE do Boliqueime.

4.ª etapa (2018): EB1/PE do Lombo Segundo, EB1/PE/C de São Vicente, EB1/PE da Lourencinha e EB123/PE Bartolomeu Perestrelo.

A 5.ª etapa, que será cumprida amanhã, contemplará a EB1/PE do Estreito da Calheta, a EBS/PE/C do Porto Moniz, a EB1/PE de São Gonçalo e a EB1/PE do Arieiro e Lombada – Funchal, que receberão equipamento informático considerado Tecnologias de Acessibilidade e um kit de livros e conteúdos em formatos acessíveis, criado pela DAAT. Face à actual situação de estado de emergência e às medidas de distanciamento social, esta entrega contará apenas com a presença da chefe de divisão da DAAT, Graça Faria, que procederá à entrega, e de um representante de cada uma das quatro escolas contempladas, refere a nota governamental.

A Fundação Altice apoia igualmente outros projectos e actividades desenvolvidas pela DRE. Desde 2012, funciona na DAAT um núcleo da Fundação Altice, na área da “Acessibilidade e Comunicação”, que apoia projectos e iniciativas na área da Educação, nomeadamente através de programas destinados à inclusão escolar de alunos com diferentes tipos de necessidades. Para o efeito, a Fundação Altice disponibiliza software adaptado e equipamentos considerados ajudas técnicas/produtos de apoio para estes alunos.

Também no âmbito dos protocolos com a Fundação Altice, a equipa da DAAT colabora na avaliação e desenvolvimento dos equipamentos e serviços disponibilizados por esta instituição.