PSD-São Martinho diz que extensão da ciclovia não passa de uma intenção

O PSD São Martinho veio comentar as notícias que dão conta de que a Câmara Municipal do Funchal aprovou, em reunião camarária, a extensão da Ciclovia nesta freguesia. “Apesar de ser uma cópia mal feita da ideia original do PSD, considera-se que é melhor haver investimento do que não haver investimento na cidade, conforme é apanágio do actual Executivo socialista. Importa, ainda assim, esclarecer que, neste momento, estamos a falar de uma realidade que não passa de uma intenção”, refere uma nota às Redacções.
Estranha-se, contudo – e para quem andou mais atento nos últimos meses – que este investimento venha a ser possível, dizem os social-democratas. “Então o chumbo do orçamento não ia impedir a CMF de fazer investimentos? Então o chumbo do orçamento não ia impossibilitar a CMF de governar para os munícipes e de fazer as obras necessárias? Então a CMF não ia ficar parada? Pelo visto, havia meios, o que faltava ao Executivo socialista era apenas e tão só vontade política”, conclui o PSD.
“Espera-se que, relativamente a esta intervenção na Ciclovia, não estejamos perante mais um anúncio que não passa disso mesmo, tal como sucedeu com a obra de reabilitação da Confeitaria Felisberta, com a requalificação e recuperação do Centro Cívico de Santa Luzia, com a recuperação da Estação de comboio do Monte ou com a requalificação do Matadouro, entre muitos outros exemplos. Projectos que apesar de inúmeras vezes anunciados, ao longo dos últimos anos, nunca saíram do papel e se arrastam no tempo, permanecendo sem qualquer prazo de arranque”, conclui a nota.