Antiga estudante da UMa agraciada com Menção Honrosa em concurso nacional

O trabalho

Andreia Brazão Santos, antiga estudante de Psicologia da Universidade da Madeira (UMa), foi agraciada com Menção Honrosa no âmbito do Prémio de Investigação para as Ciências Sociais e Humanas – Maria Cândida da Cunha 2019, pela tese de mestrado, “Formação superior e inserção laboral de alunos com necessidades especiais: Estudo de caso numa universidade portuguesa”.

A dissertação foi desenvolvida no âmbito do 2.º ciclo em Psicologia da Educação da UMa, sob a orientação da Prof. Doutora Ana Antunes, docente da Faculdade de Artes e Humanidades.

No estudo que desenvolveu, Andreia Santos procurou, através de um estudo de caso coletivo, compreender de que forma a frequência de ensino superior facilitou o processo de inclusão social através da qualificação para a integração no mercado de trabalho.

A Cerimónia de entrega de prémios realizou-se no passado dia 3 de dezembro, dia Internacional das Pessoas com Deficiência, no Convento de São Francisco, em Santarém.

O prémio Maria Cândida da Cunha é promovido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação e pretende contribuir para o desenvolvimento do conhecimento sobre deficiência e reabilitação.