PCP diz-se solidário com a luta dos trabalhadores da PROVISE

 O PCP fez questão de dizer hoje que está solidário com a luta dos trabalhadores da Provise que lutam para que a empresa cumpra com o seu dever de pagar os salários. “Os cerca de 40 vigilantes que trabalham para a Provise estão com salários em atraso referentes a parte do mês de Outubro e a totalidade do mês de Novembro, assim como ainda não foi pago a todos os trabalhadores o valor referente ao trabalho suplementar desde o mês de Maio de 2019”, denunciam os comunistas, que asseguram que os trabalhadores podem contar com a solidariedade e intervenção do PCP.