Aeroporto condicionado leva TUI e comandante do Mein Schiff Herz ao cancelamento da primeira operação de “turnaround” total no porto do Funchal

Mein Schiff cruzam-se C
A APRAM revela que “a funcionalidade aeroportuária é fundamental para a eficácia de um turnaround total que implica o desembarque de todos os passageiros no porto, regressando de avião a casa ou ao contrário, chegando de avião e embarcando no cruzeiro.

Era uma situação mais do que esperada face aos condicionalismos do Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo durante o dia de hoje e as previsões de tempo adverso para as próximas horas. O operador TUI e o Comandante do “Mein Schiff Herz” cancelaram a operação de turnaround no Porto do Funchal e anteciparam a partida do navio para esta noite, às 22h00,  devido às condições meteorológicas que estão a condicionar o aeroporto.

A página do Facebook dos portos da Madeira refere que “a funcionalidade aeroportuária é fundamental para a eficácia de um turnaround total que implica o desembarque de todos os passageiros no porto, regressando de avião a casa ou ao contrário, chegando de avião e embarcando no cruzeiro. Este era um possível constrangimento do conhecimento de todos os parceiros, envolvidos nesta operação, mas ainda assim, investiu-se neste desafio, dado o interesse estratégico, quer para a TUI, quer para a Região Autónoma da Madeira”. O “Mein Schiff Herz” tem como próximo destino as ilhas Canárias.

A mesma nota publicada na página da rede social a APRAM revela que”oO Porto do Funchal tinha tudo preparado e devidamente testado durante meses,  com as equipas da TUI e do “Mein Schiff Herz” para este turnaround médio, com movimentos de passageiros entre 1000 a 1500 pessoas, por embarque ou por desembarque”.