Mein Schiff 3 e Mein Schiff Herz cruzam-se no Funchal, porto prepara-se para o primeiro “turnaround” total

Mein Schiff cruzam-se 4 de dezembro 2019Mein Schiff cruzam-se CHoje, ao início da tarde, no porto do Funchal, foi possível assistir ao cruzamento de dois navios da mesma companhia, o Mein Schiff 3 que estava a sair e o Mein Schiff Herz que estava a entrar, havendo lugar a um “cumprimento” de apitos entre os dois navios de cruzeiro, que no total transportavam 3975 passageiros e 1787 tripulantes.

O Mein Schiff 3 chegou segunda-feira à noite proveniente de Las Palmas e trazendo a bordo 2337 passageiros e 993 tripulantes. Saiu hoje para a Ilha de La Palma. O Mein Schiff Herz chegou de Ponta Delgada para uma presença de 24 horas na Região, transportando 1638 passageiros e 794 tripulantes. Parte amanhã, sexta-feira, com destino a La Palma.

Amanhã, 5 de dezembro, terá lugar a primeira operação de ” turnaround” no porto do Funchal, com embarque e desembarque totais de passageiros, precisamente com o Mein Schiff Herz, sendo que entre novembro de 2019 e abril de 2020, o navio vai fazer 13 escalas no Porto do Funchal, seis delas em turnaround que acontecerão mais ou menos, de três em três semanas.

Esta nova situação obrigou a APRAM a alugar equipamentos de RX para este primeiro turnaround total, com movimentos médios de 1000 a 1500 passageiros.

Esta operação, segundo a Administração de Portos agora liderada por Paula Cabaço, “implica um trabalho de estrita colaboração com o aeroporto, é um novo desafio para o Porto do Funchal que até agora, tinha a experiência com movimentos até 500 passageiros, em turnaround total ou parcial.

O navio atracará preferencialmente no cais 3, ficará na Madeira 48 horas, devendo chegar às quartas feiras, às 14h00, e sair às sextas, à mesma hora, precisamente nos dias em que há menos navios no Porto do Funchal. Às quintas feiras há os voos diretos do mercado alemão, mas a TUI afirma que alguns passageiros poderão chegar individualmente, ficando na Madeira uns dias, antes do embarque ou após o desembarque.

A rota engloba, além da Madeira, as ilhas Canárias e alternadamente, os Açores e o norte de África.. O “Mein Schiff Herz”, antigo “Mein Schiff 2”, é um navio que nunca chegou a ser vendido pela companhia, talvez porque os passageiros falassem dele com afeto, de tal forma, que lhe retiraram o 2 e acrescentaram “Herz” que quer dizer coração.