PS-M quer medidas para inverter o despovoamento dos concelhos rurais

PS despovoamentoO Grupo Parlamentar do Partido Socialista considera prioritária a adoção de medidas para inverter a desvitalização e o despovoamento dos concelhos mais rurais. Apoios a empresas e disponibilização de serviços públicos são duas das medidas defendidas.

Esta manhã, os deputados socialistas estiveram no concelho de Santana, dando continuidade ao trabalho de proximidade com a população, o qual não se restringe ao tempo de campanha eleitoral, como explicou Paulo Cafôfo, em conferência de imprensa realizada na freguesia da Ilha.

O parlamentar afirmou que a desertificação é um problema grave em algumas zonas da Região, principalmente nos territórios da costa norte da ilha da Madeira, questão à qual estão também associados o empobrecimento e o envelhecimento.

Paulo Cafôfo lembrou que 80 por cento da população da Madeira vive em quatro concelhos – Funchal, Santa Cruz, Câmara e Lobos e Machico – e que os municípios onde se tem verificado um maior despovoamento e envelhecimento são Santana, São Vicente e Porto Moniz. Por isso, considerou serem necessárias «políticas públicas setoriais, que sejam transversais e possam inverter este ciclo de desvitalização dos concelhos mais rurais e dos concelhos a norte».

Neste âmbito, defendeu incentivos às empresas para que se possam estabelecer nestes territórios e criar empregos, de modo a fixar as pessoas. A disponibilização de serviços públicos, de forma a que as pessoas possam ter condições e qualidade de vida para poderem residir nestes locais é outra medida necessária.