Herlanda Amado não é eleita mas diz que a CDU “resistiu”

Herlanda AmadoA candidata da CDU à Assembleia da República, ainda que não tenha sido eleita para a Assembleia da República, utilizou a palavra “resistir” para acentuar os resultados da CDU, que subiu em resultados e em percentagem.

Num quadro adverso, de bipolarização, “foi possível resistir e subir nos resultados”, disse Herlanda Amado, uma posição que foi seguida pelo coordenador regional Edgar Silva. “Todos os que vaticinavam que a CDU tenderia a desaparecer, enganaram-se. Os dados demonstram, quer no plano nacional, quer regional, que a CDU tem condições para prosseguir a luta de intervenção”.