Sara Madalena promete defender os direitos dos madeirenses na República

CDS campanha 4 de outubro BA candidata do CDS-PP Madeira comprometeu-se esta sexta-feira a defender “de forma destemida” os “direitos dos madeirenses” na República, caso a população entenda elegê-la, no próximo domingo, para a Assembleia da República.

Segundo refere uma nota do gabinete de comunicação da candidata, Sara Madalena dedicou as últimas horas de campanha a contactos com as populações nas principais ruas do Funchal, e encerrou a jornada junto à rampa roll-on-roll-off, à entrada do Molhe da Pontinha, lugar estrategicamente escolhido para a mensagem final. “Uma das minhas bandeiras é o cumprimento do princípio da continuidade territorial”, disse. “Estamos aqui, num ponto fulcral para que esse princípio seja realizado, o porto do Funchal. Ora, vamos estar muitos meses sem a presença do ferry que faz a ligação entre a Madeira e o continente, achamos que isso é uma violação crassa do princípio da continuidade territorial, e se eu for eleita levarei esse princípio à sua concretização, incluindo todos os outros direitos do madeirenses.”

Outra bandeira que a candidata do CDS leva para a Assembleia da República é a revisão da Lei de Finanças Regionais. Nos últimos quatro anos do governo de António Costa os Açores receberam do Estado mais transferências financeiras do que a Madeira. “Não queremos um governo da República que beneficie uma região face a outra, nomeadamente por cores partidárias, tudo faremos para que os habitantes e residente da Região Autónoma da Madeira sejam defendidos nos seus direitos”, frisou.