Candidato do BE critica “lucro máximo, serviço mínimo” dos CTT

BE Assembleia da RepúblicaA candidatura do Bloco de Esquerda Madeira desenvolveu hoje uma ação política no âmbito da campanha para as eleições legislativas nacionais de 6 de outubro, com Ernesto Ferraz, o cabeça de lista, a criticar a ação dos CTT.

O candidato foi ao caminho de Santo António, onde antes havia uma estação dos CTT, referindo que se tratava  de “uma empresa que era pública e rentável e que foi privatizada com a degradação de serviços, com encomendas atrasadas, contas fora de tempo, pensões fora de tempo. E todos sabemos os objetivos desta privatização, o lucro máximo e o serviço mínimo”.