RIR defende ferry sem interrupção e “bilhete corrido” para os portossantenses

O Partido RIR defende que a ilha do Porto Santo tem que ser mais respeitada e que a dupla insularidade, não seja factor de isolamento e pobreza.
O Partido RIR não aceita que em determinados meses do ano os Porto-Santenses estejam privados de transporte marítimo.
O Reagir Incluir Reciclar defende, ainda, mais e melhor saúde, mais e melhor educação e o problema dos transportes resolvido.
“Defendemos ainda o regresso do “Bilhete Corrido”, no transporte aéreo, pois não é admissível que um habitante da ilha dourada, para ir ao continente, tenha que pagar dois bilhetes”, revela o partido em comunicado.
Na área do turismo, que é que mais emprego cria na ilha, deve haver uma maior atenção por parte de quem governa, pois, se assim não for, o Porto Santo será no futuro uma ilha sem gente.