Pais de alguns menores identificados pela PSP em festa estudantil insurgiram-se contra a intervenção policial

Festa FortalezaAlguns dos pais dos menores identificados pela PSP na festa estudantil na Fortaleza do Pico “em visível estado de embriaguêz”, não receberam bem a atitude daquela força policial e houve mesmo quem telefonasse para a polícia a queixar-se dessa intervenção. A informação, a que o FN teve acesso, revela que já quando a PSP entregou os jovens aos pais, foram feitos alguns comentários no sentido de que os polícias também tiveram aquela idade e sabem o que são festas naquela faixa etária. Um caso que serve, no mínimo, segundo a mesma fonte, serve para refletir sobre o comportamento, nestes domínios, não só dos jovens mas da sociedade em si.

Como se sabe, a polícia deu a conhecer que desenvolveu uma operação na referida festa, identificou sete menores embriagados e entregou-os aos pais, identificando também dois adultos por venda de bebidas álcoólicas a menores, o que não é permitido por lei, embora todos estejam conscientes que isso pode acontecer, diariamente, mas sobretudo aos fins de semana, em muitos locais da cidade do Funchal, face à oferta que designadamente neste período de verão, é colocada à disposição dos jovens, muitos deles menores de idade. E face a uma fiscalização que não tem sido o que poderia ser.

A festa da Fortaleza do Pico apresentada como “Sunset to The Moon” tinha tudo para dar em excessos, como de resto acontece, desde longa data, com festas do género e com outras que por aí andam com toda a gente a sociedade a assobiar para o lado. A argumentação é sempre a mesma: os miúdos devem divertir-se naquelas idades, sendo que o divertir-se te uma “área de execução” tão grande que significa, grosso modo, vale tudo. O tudo é muita diversão, muito álcool, muito mesmo, muito mais.

No caso concreto desta festa, que não passaria do quase anonimato ou circulando apenas no círculo estudantil, como outras, se não fosse a identificação, por parte da Polícia de Segurança Pública, dos sete menores, tratou-se de uma organização de uma comissão de finalistas da Escola Secundária Jaime Moniz. Votem Maya é o que estava escrito nas casmisolas, bebam muito foi o que, para já e enquanto os votos não chegam, fizeram muitos dos presentes, entre eles menores de idade. Cerveja a 1 euro, shots a 1 euro, água a 1 euro, sumos a 1 euro e meio, somersby/Redbulkl a 2 euros, espirituosas a 3 euros, poncha a 2 euros e meio e gin a 3 euros. Com o shot ao preço da água, não há dúvidas, vai um shot para para “salvar a noite” sob inspiração de um voto que logo se vê.

No Facebook da lista, o apelo é grande, como seria de esperar, como é habitual. “É dia de Sunset to the moon”, dia de te levarmos à Lua com os nossos preços. Para além da hora da cerveja (0,50 euros) e da poncha, temos para ti os melhores cachorros quentes do Funchal…Não percas o melhor fim de verão”.