PTP no Penedo do Sono para “ilustrar o que não deve ser feito”

PTP Penedo do SonoA candidatura do Partido Trabalhista Português esteve hoje no Penedo do Sono, na ilha do Porto Santo, para ilustrar “aquilo que não deve ser feito em matéria governativa”. E foi Raquel Coelho quem disse que foram gastos “2,3 milhões na infraestrutura para agora estar abandonada, a degradar-se,  sem qualquer utilidade para a população”.

Para o PTP “o Penedo do Sono” representa o desnorte governativo do PSD e a falta de soluções para dinamizar a economia da ilha dourada. “O Governo Regional quis se substituir à iniciativa privada e o resultado está à vista muitas obras públicas sem qualquer utilidade para a população”, disse Raquel Coelho.

Regionais 2019

Para a candidata do PTP a dinamização da economia só é possível dando melhores condições às empresas, diminuindo os impostos e os custos de exploração, como é o caso do frete das mercadorias, da electricidade e dos combustíveis.